Porto de Moz

Características geográficas
Área17 422,876 km² 3
População33 951 hab. IBGE/20104
Densidade1,95 hab./km²
Altitude15 m
ClimaNão disponível
Fuso horárioUTC−3
                   MUNICÍPIO DE PORTO DE MOZ

Fundação19 de Novembro de 18901
Gentílicoporto-mozense1
Prefeito(a)Edilson Cardoso de Lima (PSDB)
(2013–2016)
Prefeito EDILSON CARDOSO DE LIMA
IDH
Indicadores
IDH-M0,503 baixo PNUD/20105
PIBR$ 143 395,494 mil IBGE/20126
PIB per capitaR$ 4 036,01 IBGE/20126

Porto de Moz é um município brasileiro do estado do Pará. Localiza-se a uma latitude 01º44'54" sul e a uma longitude52º14'18" oeste, estando a uma altitude de 15 metros. Sua população estimada em 2004 era de 28 091 habitantes. Possui uma área de 17504,89 km².

Cidade de origem indígena chamada de Porto de moz(Porto de Pedra) pelos índios Monturús.

Em 1635 uma expedição dos Jesuitas liderada por Pedro Teixeira fundou a vila de Porto de moz.

A aldeia indígena ficou conhecida como o bairro de Maturu.

As origens da atual sede do Município são encontrados no aldeamento Muturu, estabelecido pelos capuchos de São José, em data que a tradição indica, como 1639.

Em 1758, foi criado o Município pelo governador e capitão-general Francisco Xavier de Mendonça Furtado. Deu-lhe a categoria de vila, com a denominação de origem portuguesa, de Porto de Moz, em cumprimento à Lei de 6 de julho de 1775 e fazendo a instalação em 16 de julho do mesmo ano.

Seus limites foram estabelecidos pelo ouvidor Madeira Fernandes, assim permanecendo até 1801, quando foi incluído em seu território, o lugar Boa Vista.

Nas sessões do Conselho de Governo do Pará, de 10 a 17 de maio de 1833, pertenceu como vila, ficando à frente dos termos de Veiros, Pombal e Souzel, que haviam perdido a categoria de vila. Pelo Decreto nº 218, de 9 de novembro de 1890, o governo do Estado concedeu o título de cidade a Porto de Moz.

Em cumprimento ao Decreto nº 6, de 4 de novembro de 1930, o município foi suprimido e foi incorporado ao território de Gurupá, recuperando a sua autonomia pelo Decreto nº 2.805, de 10 de dezembro de 1937.

Segundo o quadro de divisão territorial, de 31 de dezembro de 1937, oito distritos compunham Porto de Moz: o da sede e os de Alto Xingu, Aquiqui, Souzel, Tapará, Pombal, Veiros e Vilarinho do Monte. Pelo quadro anexo ao Decreto-Lei nº 2.972, de 31 de março de 1938, era constituído de 4 distritos: Porto de Moz, Souzel, Vilarinho do Monte e Veiros.

Em face do Decreto-Lei nº 3.131, de 31 de outubro de 1938, que estabeleceu a divisão para o período 1939-1943, pertenceu como os mesmos distritos, apesar de o distrito-sede haver perdido para Vilarinho do Monte o território da zona de Tapará.

Atualmente, possui somente 3 distritos: Porto de Moz (sede), Vilarinho do Monte e Veiros.