Altamira

Apesar de se saber que mesmo antes de 1750 antigas Missões Jesuíticas já habitavam a região do Xingu, resultando no surgimento da Vila de Altamira, o primeiro registro formal de sua existência data de 14 de abril de 1874, que cria o município de Souzel, no qual se inseria a região que hoje compreende o município de Altamira. Pela grande extensão física e necessidades administrativas, em 6 de novembro de 1911 cria-se o município de Altamira.

Altamira consolidou-se como centro polarizador do sul do estado. Sua origem oficial esteve diretamente ligada: a) à colonização das Missões Jesuíticas, na primeira metade do século XVIII; b) à extração de borracha que perdurou até a metade do século XX; e c) ao processo de interiorização do Brasil com a abertura da fronteira amazônica, a partir da década de 1970. Sua história extraoficial esteve ligada sempre à presença do indígena nesse território.

Desde o período da borracha a rede urbana da região do Xingu estrutura-se a partir de Altamira. A agricultura – principalmentearrozcacaufeijãomilho e pimenta-do-reino –, a extração de borracha e castanha-do-pará e a pecuária são as principais atividades econômicas do município. A região, entretanto, defronta-se com problemas econômicos e sociais à medida que não houve os investimentos necessários em infraestrutura. O ecoturismo tem um grande potencial no município, mas é muito pouco explorado10 .

Em 1972 foi implantado nesse município o marco zero da Rodovia Transamazônica (BR-230) pelo presidente brasileiro Emílio Garrastazu Médici. Iniciava-se um período de intensa exploração da floresta amazônica, com assentamentos de colonos e abertura de vias terrestres, algumas já abandonadas e outras que geraram os município da região (MedicilândiaAnapu, Vitória do Xingu etc.).

IDH
IDH-M0,665 médio PNUD/2010 4
PIBR$ 1 228 811,000 mil IBGE/20125
PIB per capitaR$ 12 006,79 IBGE/20125
                                CULTURA E TURISMO LOCAL

Na primeira semana do mês de junho ocorre o Festival Folclórico de Altamira organizado pela AGFAL (Associação dos Grupos Folclóricos de Altamira) . O evento ocorre desde 2002 e é considerada a maior festa cultural da Transamazônica e consta no calendário municipal de eventos da cidade. E realizado em três noites de festa, começando na quinta-feira e terminando no sábado, com apresentação de três grupos por noite. E o resultado sendo divulgado no domingo seguinte.

O evento nada mais é que uma competição de danças da região norte do país, como o Carimbó, o Siriá, o Rimtubão, a Toada, o Sirimbó e inclusive a Quadrilha Junina que e da cultura da região nordeste.

O festival e disputado por dez Grupos Folclóricos são eles: Rosa dos VentosCisne BrancoFlor da JuventudeTradição Aparecida,Nova GeraçãoBeija FlorCheiro do ParáExplosão Bela Vista,Explosão do Pará e Furacão Anchieta. Vale Destacar que o grupo Rosa dos Ventos é o detentor de mais títulos com quatro no total, enquanto Cisne Branco possui três em seguida vem Tradição Aparecida e Flor da Juventude com dois e Beija-Flor com um enquanto os demais Explosão Bela Vista, Nova Geração, Explosão do Pará, Cheiro do Pará e Furação Anchieta nenhum.

Cada grupo tem no mínimo 30 mim de apresentação e no máximo 40 mim onde e feita uma banca de jurados que julgam o grupo do 9 quesitos alguns deles são harmoniatraje típicosincronismo evolução coreografia e etc. Além disso também tem as apresentações da misses folclóre representando cada grupo.

O evento ocorre anualmente em um Ginásio Esportivo da cidade.

Município de Altamira
"Princesinha do Xingu"
"Capital da Transamazônica"
"Cidade do Festival Folclórico"

Bandeira de Altamira                         Brasão de Altamira
         Bandeira                                        Brasão

                                   Dados
Aniversário6 de novembro
Fundação6 de novembro de 1911 (103 anos)
Gentílicoaltamirense
Prefeito(a)Domingos Juvenil ([Partido do Movimento Democrático Brasileiro)
(2013–2016)
           Prefeito Domingos Juvenil